domingo, 22 de junho de 2014

Sobre a vida a dois

Eu sou casada.
Faz quatro anos que eu e me marido dividimos a nossa vida.
Eu não fiz festa, não casei no papel e nem na igreja.
Eu só sei que de conto de fadas a vida não tem nada.
Mas eu amo ele e ele me ama.
E cada momento tem válido a pena.


Eu nunca fui aquela menina que sonhava em casa de branco de véu e grinalda em um salão cheio de gente e tal, mas eu sempre sonhei com o príncipe encantado #porcariadedisney Com aquela pessoa perfeita que ia me amar e me satisfazer e "foram felizes para sempre". Mas as prioridades da minha vida sempre foram: crescer, estudar, entrar na faculdade e ter as MINHAS coisas, viver MINHA vida. Marido? Filhos? Isso não queria não. Mas a minha vida foi bem diferente do que eu imaginava e coisas fora do meu controle foram mudando o rumo da minha vida. Para melhor.
Eu conheci meu marido eu tinha 19 anos, eu vi me interessei e dei um jeito de me aproximar. Nós ficamos e já começamos a namorar e fomos nos conhecendo bem aos poucos. Passamos por altos e baixos no namoro, chegamos a terminar, voltamos e tivemos de nos aceitar.
E acho que estávamos sempre esperando que o outro ia mudar. Fomos morar juntos perto de fazer dois anos que namorávamos, mais por insistência minha que vontade dele, ele na verdade acabou cedendo. Eu nunca me questionei se seria diferente alguma coisa se tivéssemos agido diferente, mas a verdade é que com eu com 21 e ele com 26 nós ainda não tínhamos nos preparados para a mudança que é o CASAMENTO.
As pessoas podem falar o que quiserem, mas depois que você casa, passa a dividir a cama, a casa, as decisões e a vida com outro, TUDO MUDA. Você tem de acostumar com isso, medir palavras e ações e aceitar o outro como ele é. As pessoas acabam mudando, isso faz parte da vida, sem casamento ou não. Isso faltou no meu relacionamento, falo por mim e por ele, faltou aceitar as pessoas que eramos.
Isso não chegou a ser um problema, mas muitas brigas e ressentimento poderiam ter sido evitados e muita magoa que existiu poderia nem ter acontecido, principalmente para mim que levava as coisas muito a ferro e fogo.
Apesar das criticas, e olha que elas vieram de todos os lados, nós somos felizes. Em vez dos problemas terem nos afastados eu enxergo que eles nos aproximaram, é isso veio a se solidificar depois da gravidez. As brigas diminuíram e nós evoluímos como pessoas e como casal.

Nisso eu vejo como as pessoas tem mania de fazer igual ao desenho: jogar fora em vez de concertar. Nossa nesse muitos anos juntos eu ouvi cada coisa: que eu sou muito submissa ao Rodolfo, que eu tenho de fazer menos as vontades dele, que marido não se pode agradar 100% . Ele ouviu que minha família não devia se meter na nossa vida, que eu era (sou) muito mimada, que eu quero mandar nele. E o mais incrível é que as pessoas vem despejam um monte de 'abobrinhas' e ficam esperando que a discórdia delas dê resultado.
E o mais triste de tudo isso é ver que os casais esforçando - se para demonstrar o que não condiz só para ser aceito pelo outros, muita gente diz: " Ai mais meu casamento é perfeito!" Mas na verdade não quer se casado para dividir a vida com que ama, quer ser casado para posar para os outros e adora despejar suas verdades para os outros porque no fundo o casamento está indo mal e quer que o dos outros também vá mal.

Não é ser amarga, mas já passei por isso, nada é perfeito, tem dia que é uma M**** e tudo que você quer é ficar na sua, e amanhã você pode mudar e melhorar. Mas você levar seus problemas para os outros não é a solução, nisso abre -se uma porta para palpites que não trarão nada a acrescentar.

Não podemos deixar que nada além da verdade de Deus entre na nossa vida, eu por exemplo amadureci ao ponto da maldade não interferi na minha vida: eu agrado o meu marido SIM, ele me agrada SIM, nos esforçamos para que dê certo SIM. Se no primeiro obstaculo nos tivéssemos desistido não existiria história para contar. 
Houve momento ruins? Houve.
Mas os felizes são melhores, ainda assim esse momento são nossos.

Para ser feliz depende dos dois. Casamento é um castelo que se constrói no dia - a - dia, cada tijolinho por vez para que ele não desmorone no primeiro vento forte que bater.


4 comentários:

  1. Falou tudo Day eu já estou casada há 12 anos me casei com 20 anos e ja passamos por tanta coisa,agora uma coisa é certa se tem amor entre o casal se tem Jesus no coração a gente supera tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vdd Re se temos o senhor tudo passa, grande bjoo

      Excluir
  2. Oi Day!
    Gostei do que falou, sei bem o que é isso..eu por exemplo, passei por várias coisas assim, brigas, pitaco dos outros que isso eu tenho até hoje e as vezes é até motivo para eu e marido brigarmos..enfim, é crescendo e amadurecendo..la no meu blog eu conto a história da minha casa e casamento (pela segunda vez com o mesmo marido), pq na primeira éramos muito imaturos e não deu certo e resolvemos tentar de novo..a vida é assim, vamos levando e acreditando que tudo vai dar certo!
    Bjs
    http://casinhadeumapequenamulher.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica, obrigada pelo seu comentário. Realmente as brigas fazem parte e não podemos esmorecer não é mesmo... Bjoos para vc

      Excluir